You are currently viewing Infecções Sexualmente Transmissíveis

Infecções Sexualmente Transmissíveis

Uso do preservativo ainda é a maneira mais eficaz de prevenção

As infecções sexualmente transmissíveis (IST) são infecções causadas por vírus, bactérias ou outros micróbios que se transmitem, principalmente, através das relações sexuais sem o uso de preservativo com uma pessoa que esteja infectada, e geralmente se manifestam por meio de feridas, corrimentos, bolhas ou verrugas.

Algumas podem não apresentar sintomas, tanto no homem quanto na mulher. E isso requer que, se fizerem sexo sem camisinha, procurem o serviço de saúde para consultas com um especialista periodicamente. Essas infecções quando não diagnosticadas e tratadas a tempo, podem evoluir para complicações graves, como infertilidade, câncer e até a morte.

Usar preservativos em todas as relações sexuais (oral, anal e vaginal) é o método mais e eficaz para a redução do risco de transmissão das IST. Outra forma de infecção pode ocorrer pela transfusão de sangue contaminado ou pelo compartilhamento de seringas e agulhas, principalmente no uso de drogas injetáveis. A Aids e a sífilis também podem ser transmitidas da mãe infectada, sem tratamento, para o bebê durante a gravidez, ou no parto. E, no caso da Aids, também na amamentação.

O tratamento das IST melhora a qualidade de vida do paciente e interrompe a cadeia de transmissão dessas infecções, porém o diagnóstico precoce é fundamental para que ações corretas sejam adotadas.

Onde efetuar os tratamentos?

Procure uma Unidade Básica de Saúde da rede pública ou os chamados Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA). Os exames podem ser feitos de forma anônima pelo SUS, inclusive para HIV, Sífilis e Hepatites (B e C), além de consultas e orientações com médicos e enfermeiros.

Fonte: www.saude.gov.br