Prefeitos de cidades do ABC decidem que aulas presenciais em escolas particulares retornam na mesma data da rede pública

Prefeitos de cidades do ABC decidem que aulas presenciais em escolas particulares retornam na mesma data da rede pública

Retomada das aulas presenciais só vai ocorrer em 2021 em quatro cidades do Consórcio Intermunicipal Grande ABC

As cidades que compõem o Consórcio Intermunicipal Grande ABC definiram na manhã desta terça-feira (11) que as aulas presenciais na rede privada de ensino serão retomadas na mesma data do retorno das escolas da rede pública. A decisão foi tomada em assembleia pelos prefeitos de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.

Os prefeitos dos municípios da região do ABC seguem a orientação dos Grupos de Trabalho (GTs) Educação e Saúde da entidade regional, que reúnem representantes das pastas das sete cidades.

De acordo com o Consórcio Intermunicipal, o objetivo é garantir a saúde e a proteção da vida de crianças, famílias e profissionais da Educação.

As cidades de Santo André, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra já determinaram que o retorno das aulas presenciais só ocorrerá em 2021.

Já São Bernardo, São Caetano e Diadema continuam avaliando a evolução dos índices epidemiológicos e as determinações do governo do estado para definirem a retomada às aulas. A decisão deve sair até 30 de setembro.

Reabertura adiada
O governo de São Paulo adiou a reabertura das escolas públicas e privadas no estado para o dia 7 de outubro.

“A data foi adiada para 7 de outubro por recomendação do Centro de Contingência do Coronavírus para garantir uma margem de segurança ainda maior para as crianças, adolescentes, professores, gestores e profissionais da rede pública e privada de ensino e, obviamente, para os seus familiares”, disse Doria, na semana passada.

Entretanto, de acordo com o governador, as escolas públicas e privadas de regiões que estão na fase amarela do plano de flexibilização econômica há 28 dias, e desejarem, poderão antecipar a reabertura para reforço escolar e atividades opcionais a partir do dia 8 de setembro.

As instituições deverão respeitar o limite do número de alunos em sala de aula e os protocolos sanitários.

A reabertura deverá observar regras de distanciamento e capacidade, limitada a 35% para educação infantil e fundamental nos anos iniciais, e 20% para Ensino Médio e anos finais.

Fonte: G1

Fechar Menu